CL
CURSO ANTERIOR
PRÓXIMO CURSO

TEATRO E AUDIOVISUAL – PRÁTICA, DIÁLOGOS E REFLEXÕES

com Isabella Secchin


PERÍODO DO CURSO

26 FEV - 02 MAR


O TEATRO EM FUNÇÃO DO ATOR NO AUDIOVISUAL 

Uma oficina para estudantes e amantes das Artes Cênicas, Atores amadores e profissionais que desejem explorar e praticar sua atuação transitando ora no Teatro ora no Audiovisual e sentir o sabor das potências de cada um.

De que forma podemos identificar e utilizar as bases da atuação no Teatro e usar no Audiovisual? O que se tem em comum? O que se afina e o que se gradua?

> Análise e encenação de cenas de séries. Montar a cena original e depois fazer a mesma cena com outro tom, outra temperatura.

> Exercícios de encenação de textos pré-selecionados, interpretados para o Teatro e para o Audiovisual, explorando os vários gêneros, drama, comédia, terror, amor, com a mesma cena.

> Improvisação a favor da cena. O subtexto. O não atuar.

> Platéia – De que maneira minha verdade cênica se mantém, se manifesta em relação ao espaço cênico. Reconhecer o espaço de atuação no Teatro (palco / rua), e no Audiovisual (tela / câmera). Espectador e Telespectador, como alcançá-los. Somos contadores de histórias.

> Criação e apresentação de uma cena montada de duas maneiras, para o palco e para a câmera ou as duas coisas ao mesmo tempo. Monólogo ou diálogo. Pode ser self tape ou não. Pode ser no último dia ou a combinar.

 

A boa atuação é aquela para o qual convergem muitas energias diferentes e onde todas categorias e “métodos” se misturam ou desaparecem fazendo valer o real da encenação, a verdade mais vívida, de verdade.

 

• • •
observações
A partir de 16 anos.
Ao preencher a Ficha de Inscrição, leia atentamente o Regulamento.
No término do curso, o Certificado de Frequência será fornecido ao aluno que cumprir, no mínimo, 75% da sua carga horária.


Isabella Secchin . É atriz e diretora de teatro, cinema e tv. Estreou profissionalmente em 1977, em Flicts de Ziraldo, indicada ao Premio Mambembe de melhor atriz. Integrante do grupo Diz-Ritmia, como atriz e produtora, direção de Louise Cardoso. Estreou como diretora com o grupo Beijo na Boca 1981/1983 com a peça In Certos Casos, coletânea de textos J. Brandão, Mauro Rasi, Vicente Pereira, Wilson Sayão, Luis Carlos Góes e Luis Fernado Veríssimo. Dirigiu, entre outros espetáculos, Lili–uma história de circo de Lícia Manzo, indicado ao Prêmio Coca-Cola melhor Direção e ganhou Melhor Produção, Ator e Figurino e o Mambembe de Melhor Espetáculo do Ano 1989. Em 1984 Dirigiu e Realizou “OS CARIOCAS”, evento que apresentou em cena 40 Artistas do RJ, no Circo Voador e Espaço Mambembe SP, mostrando a tendência artística carioca na Dança, Teatro, Artes Plásticas, Música e Circo. Professora do Tablado, desde 1990, é responsável pela formação de muitos profissionais, entre Artistas e Técnicos, do atual cenário artístico. Na TV foi AD de Casseta & Planeta, dirigiu a série Por Toda Minha Vida, Casos e Acasos e as novelas Pé na Jaca e A Favorita. Com Luiz Fernando Bruno roteirizou e dirigiu o curta “Um Espinho de Marfim”, adaptação do conto homônimo de Marina Colasanti, Lei Aldir Blanc de Incentivo a Cultura Secec RJ 2021. Em 2022 dirigiu o curta “Natal” de Thereza Falcão, Vencedor melhor curta no Los Angeles Comedy Film & Screenplay Festival 2023 e no Halicarnassus Film Festival, Best Short Comedy 2023. Desde 2009 é Preparadora de Elenco dos Estúdios Globo. Trabalhos mais recentes são Malhação – Viva a Diferença (Prêmio Emmy Kids de Melhor Série), Malhação – Vidas Brasileiras (Indicado ao Emmy Kids de Melhor Série), Malhação – Toda Forma de Amar, Cara e Coragem (Indicada Emmy Internacional 2023) e Vai na Fé e pela HBO Clube Spelunca, ainda inédito.

Isabella Secchin . É atriz e diretora de teatro, cinema e tv. Estreou profissionalmente em 1977, em Flicts de Ziraldo, indicada ao Premio Mambembe de melhor atriz. Integrante do grupo Diz-Ritmia, como atriz e produtora, direção de Louise Cardoso. Estreou como diretora com o grupo Beijo na Boca 1981/1983 com a peça In Certos Casos, coletânea de textos J. Brandão, Mauro Rasi, Vicente Pereira, Wilson Sayão, Luis Carlos Góes e Luis Fernado Veríssimo. Dirigiu, entre outros espetáculos, Lili–uma história de circo de Lícia Manzo, indicado ao Prêmio Coca-Cola melhor Direção e ganhou Melhor Produção, Ator e Figurino e o Mambembe de Melhor Espetáculo do Ano 1989. Em 1984 Dirigiu e Realizou “OS CARIOCAS”, evento que apresentou em cena 40 Artistas do RJ, no Circo Voador e Espaço Mambembe SP, mostrando a tendência artística carioca na Dança, Teatro, Artes Plásticas, Música e Circo. Professora do Tablado, desde 1990, é responsável pela formação de muitos profissionais, entre Artistas e Técnicos, do atual cenário artístico. Na TV foi AD de Casseta & Planeta, dirigiu a série Por Toda Minha Vida, Casos e Acasos e as novelas Pé na Jaca e A Favorita. Com Luiz Fernando Bruno roteirizou e dirigiu o curta “Um Espinho de Marfim”, adaptação do conto homônimo de Marina Colasanti, Lei Aldir Blanc de Incentivo a Cultura Secec RJ 2021. Em 2022 dirigiu o curta “Natal” de Thereza Falcão, Vencedor melhor curta no Los Angeles Comedy Film & Screenplay Festival 2023 e no Halicarnassus Film Festival, Best Short Comedy 2023. Desde 2009 é Preparadora de Elenco dos Estúdios Globo. Trabalhos mais recentes são Malhação – Viva a Diferença (Prêmio Emmy Kids de Melhor Série), Malhação – Vidas Brasileiras (Indicado ao Emmy Kids de Melhor Série), Malhação – Toda Forma de Amar, Cara e Coragem (Indicada Emmy Internacional 2023) e Vai na Fé e pela HBO Clube Spelunca, ainda inédito.

- Leia Menos

Carga horåria

20 horas

HORÁRIO

2ª a Sex . 10h - 13h
Sábado 9h - 14h

VALOR

R$685,00

Pagamento em até
3x de R$ 228,33 ou
à vista no boleto

LOCAL

Unidade CAL Laranjeiras
Rua Rumânia 44

INSCREVA-SE AQUI

Cursos relacionados


    As inscrições para este curso estão fechadas.

    Tenho interesse! Quero ser informado.



    Veja também